A Criação do Mundo, de Acordo com a Mitologia Nórdica
Mitologia

A Criação do Mundo, de Acordo com a Mitologia Nórdica


O mito de hoje será o começo do mundo, pela visão e crença Nórdica. A religião cultuada pelos vikings e escandinavos.




A Mitologia Nórdica foi uma das religiões que adotou, assim como a mitologia grega, a teoria do caos. Que seria um vazio primitivo, ou um ambiente em completa desordem. Para a mitologia nórdica era assim, o vazio primitivo.
Esse vazio chamavasse Gennugagap, e ao norte dele estava a região gelada e nevoada, chamada Niflehein. E ao sul, era a região quente com vapor, Muspelhein.
Em Gennugagap corriam 12 rios. E com o tempo, o vapor começou a congelar, e esses rios congelaram com ele. Mas quando o fogo de Muspelhein colidiram com a neve, ele derreteu-a transformando-a num gigante de gelo.
Esse gigante chamavasse Ymir. E ele vivia entre o gelo e o fogo. E enquanto ele dormia, o fogo o fazia soar, e dali nasceu seus primeiros filhos, os gigantes de gelo.
Muito tempo depois, o derretimento do gelo de onde Ymir vivia, criou uma vaca, chamada de Audhumla.
As tetas de Audhumla amamentavam Ymir e seus filhos, e para se alimentar ela lambia gelo e água salgada.
Das lambidas de Audhumla, nasceu um homem chamado Buri. Buri casou-se com uma gigante glacial, e com ela teve um filho chamado Bor.
Bor teve um papel bastante importante, que fora simplesmente gerar os primeiros deuses: Odin, Vili e Ve.
Os gigantes, cientes da existência destes 3 deuses, começaram uma guerra. E esta guerra terminou, quando Odin e seus irmão mataram Ymir.
O sangue de Ymir afogou os gigantes, deixando apenas um, que muito mais tarde daria vida a outra raça de gigantes glaciais.
Odin, Vili e Ve usaram o corpo de Ymir para povoar o vazio. Usaram sua cabeça para fazer o céu, seu sangue originou os rios e mares, seu cérebro deu origem as nuvens, seu cabelo deu origem a flora e por aí vai.
Odin criou o primeiro homem (Ask) de um freixo e a primeira mulher (Embla), de um olmo.
Os três irmãos nomeram aquele novo mundo de Middigard, a Terra. Onde uma grande serpente (chamada Serpente de Middgard) rodeava suas fronteiras, devorando qualquer um que tentasse deixar a Terra.
Esses irmãos construíram um lar para que eles vivessem, e o chamaram de Asgard, a Cidade Dourada. Onde viveria os deuses da disnastia Aesir.
Veja bem, a mitologia nórdica divide os deuses em duas dinastias: os Aesir e os Vanir. Os deuses aesires são considerados deuses da guerra e do destino. E os vanires, deuses da fertilidade e prosperidade, mas isto é para uma outra hora...
Além de Middgard, existem outros 9 mundos na Mitologia Nórdica, que são sustentados pelos galhos da árvore Yggdrasil, a Árvore dos Mundos.
Os nove mundos são: Middigard, Alfhein, Svartalfhein, Hel, Asgard, Nilfhein, Jötunhein e Vanahein. E falaremos sobre todos eles, num outro dia.
  
Por Morgana Maria Leandro.



loading...

- Odin, O Senhor De Asgard
Categoria: Mitologia Nórdica   Odin era o grande rei de Agard, o mundo dos deuses Aesir. Era o deus Aesir mais velho e mais sábio. Protetor dos magos, dos andarilhos e dos guerreiros mortos em batalha. E também era o deus da sabedoria. Odin...

- Yggdrasil, A Árvore Dos Mundos
Categoria: Mitologia Nórdica Yggdrasil era a árvores que sustentava os nove mundos do cosmos. Ela permanecia no centro do universo, e seus galhos e raízes sustentavam um mundo diferente.A árvore possui três raízes, uma celeste, terrestre e subterrânea....

- Bergelmir
۞ ADM Sleipnir Na mitologia nórdica, Bergelmir é um dos jotunn (gigantes de gelo), filho de Thrudgelmir e neto de Ymir, o primeiro gigante. Ymir foi morto por Odin e seus irmãos, e o sangue que verteu dos ferimentos de seu corpo era tamanho...

- Audumla
۞ ADM Sleipnir A vaca gigante Audumla (também Audumbla, Auðhumbla e Audhumla) é na mitologia nórdica um dos dois seres a surgirem do encontro entre as chamas de Muspelheim e o gelo de Nifheim. O outro ser foi Ymir, o primeiro gigante de gelo. Das...

- Cosmogonia Nórdica
۞ ADM Sleipnir GinnungagapNo início de tudo, antes do despertar dos deuses, não existia nada exceto um abismo aparentemente infinito chamado Ginnungagap. Ginnungagap era um vazio semelhante ao caos grego, cercado ao norte por Niflheim, um mundo gélido...



Mitologia








.