Guedês
Mitologia

Guedês


۞ ADM Sleipnir



Guedês (escreve-se guédés em francês, ghedes ou gedes em kreyol haitiano) são os loás da morte, do submundo e da ressurreição no vodu haitiano. São também os loás da sexualidade, com modos debochados e obscenos e representados por símbolos fálicos. São trapaceiros desavergonhados, conselheiros sábios e curandeiros benévolos, com especial amor pelas crianças, das quais são guardiães.

Os guedês são procurados para ajudar pessoas que têm problemas de esterilidade, cuidar de mulheres grávidas, curar pessoas doentes, ajudar a juntar dinheiro para alimentar crianças e salvar pessoas da morte, principalmente quando provocada por wanga (feitiços).

Vestem-se de roupas pretas e roxas que lembram trajes maçônicos e se rodeiam de símbolos ligados a cemitérios. Gostam de usar óculos escuros porque acham o mundo acima do solo brilhante demais, ou óculos escuros com apenas uma lente para ver tanto o mundo dos vivos quanto o dos mortos. Esfregam-se descaradamente nas pessoas e sua dança é a banda, que imita o ato sexual.


O culto aos guedês é praticado nas sextas-feiras e segundas-feiras e durante todo o mês de novembro, principalmente nos dias de Todos os Santos (dia 1º) e Finados (dia 2). Eles bebem piman, rum caseiro no qual foram piladas 21 pimentas-de-bico ou chora-menino (Capsicum chinese), bebida ardente que queima na boca. Para provar que a possessão é autêntica, os guedês a tomam como se fosse água e jogam-na nos olhos e órgãos genitais.

Os guedês são sincretizados com São Geraldo Majela, que costuma ser representado com uma cruz ou crucifixo e uma caveira e foi conhecido por proteger mulheres grávidas.

Seu líder é o Bawon Samdi ou Baron Samedi ("Barão Sábado"), casado com Maman Brijit ou Grand Brigitte, mãe dos guedês. Todo cemitério tem seu próprio Baron e sua própria Brigitte, identificados por certas tumbas. Entre os mais conhecidos estão Baron Lakwa (La Croix, "A Cruz"), Baron Semetye (Cimetière, "Cemitério"), Papa Guedé (o espírito do primeiro homem a morrer, que espera nas encruzilhadas para levar as almas para o além), Guédé Nibo (que serve de intermediários entre os vivos e os mortos, trazendo as mensagens dos primeiros), Guédé Plumaj, Guédé Ti Malis e Guédé Zaranye.

Vários dos guedês são sincretizados com santos católicos. Papa Guedê é assimilado a Santo Expedito e Baron Samedi a Santo Elias, entre outros.


fonte:
  • http://pt.fantasia.wikia.com



loading...

- Jizo, O Guardião Das Crianças.
Eles estão espalhados por todos os lados. Nas ruas das cidades japonesas, no interior, em cemitérios e também em templos budistas, você pode se deparar com uma estatuazinha simpática, na forma de um menino sem cabelo. O Jizo não serve apenas como...

- San La Muerte
۞ ADM Sleipnir San La Muerte ("São Morte") é um popular santo pagão venerado no Paraguai, no nordeste da Argentina (principalmente na província de Corrientes, mas também em Misiones, Chaco e Formosa), além do sul do Brasil (especificamente...

- Papa Legba
۞ ADM Sleipnir No vodu haitiano, Papa Legba (Legba, Legba Atibon, Atibon Legba, Ati-Gbon Legba) é o loa que atua como intermediário entre os demais loas e a humanidade. Ele é também o deus das encruzilhadas; ele abre o caminho para o...

- Erzulie
۞ ADM Sleipnir Erzulie (ou Ezili) é uma dos loas da religião vodu. Ela é a padroeira do amor, das mulheres, da beleza e da paixão. Seu culto é originário da África, assim como os outros loa. Quando os povos da África foram capturados,...

- Felícia Félix-mentor , A Mulher Zumbi Do Haiti
#ADM Sleipnir O Haiti é um dos países mais misteriosos e fascinantes sobre a terra, e o vodu é o coração deste fascínio. De 1959 à 1971 o Haiti foi governado pelo ditador Papa Doc Duvalier, que - como os mais cruéis ditadores - conhecia muito...



Mitologia








.