Nut
Mitologia

Nut


۞ ADM Sleipnir


Na mitologia egípcia, Nut era a deusa do céu e a deusa-mãe do Egito antigo. Ela era conhecida por uma variedade de nomes que incluíam Neuth, Nuit, e Nw (esse último pronuncia-se New-Eat), e foi a partir desses nomes que as palavras inglesas modernas,  night, nocturnal e equinox (noite, noturno e equinócio, respectivamente) e o termo francês "la nuit", que significa "a noite", foram derivadas. Artistas egípcios muitas vezes retrataram-na como uma mulher arqueada sobre o deus-terra Geb, seu irmão gêmeo e marido, com os dedos das mãos e pés tocando o chão. Frequentemente, Nut tem sido retratada como uma mulher com um vaso de água sobre a cabeça, com seu corpo pintado de azul e coberto de estrelas.

Nut e Geb, os filhos do deus Shu (ar) e da deusa Tefnut (umidade), nasceram unidos por um abraço apertado. O deus sol Ra ordenou a Shu para os separar,e Shu suspendeu sua filha  acima da terra, criando um espaço entre Nut e Geb para que outras criaturas pudessem viver. Em outra versão do mito, Ra subiu nas costas de Nut e pediu a ela para levantá-lo ao céu. Como Nut subiu muito alto, ela ficou tonta, mas quatro deuses firmaram as pernas, e Shu suspendeu o meio do seu corpo. Desta forma, o corpo de Nut tornou-se o céu, e Ra ligou estrelas a ela.


Irritado com o casamento de Nut e Geb, Ra decretou que Nut não poderia ter filhos durante qualquer mês do ano. Thoth, o deus da sabedoria, teve pena de Nut e jogou um jogo com a lua, o regulador do tempo, que lhe permitiu criar cinco dias a mais no ano. Pelo fato desses dias extras não serem cobertos pelo decreto de Rá, Nut foi capaz de dar à luz cinco filhos: Osíris, Ísis ,Seth, Néftis e Hórus.

O corpo de Nut dividia o cosmos e ajudava a impedir as forças do caos de romper o céu e dominar a terra. Durante o dia, Ra navegava ao longo do corpo de Nut em um barco. Quando chegava a sua boca, ela o engolia, trazendo a noite. Depois de viajar através do corpo de Nut durante à noite, Ra surgia novamente na madrugada e trazia o dia. Em alguns mitos, Nut desempenha um papel importante no submundo, fornecendo ar fresco para as almas dos mortos.

Devido a forte ligação de Nut com o renascimento do sol, ela foi associada, bem como a sua crença religiosa, à ressurreição dos mortos. Sua imagem era freqüentemente usada na decoração das tampas internas de caixões, de onde acreditava-se que os mortos um dia renasceriam. Nut também foi vista como uma deusa dos mortos, e acreditava-se que os faraós entravam em seu corpo quando morriam, e, em seguida, viajavam através dele até que eles sairiam dela no momento de sua ressurreição.





loading...

- Osíris, O Juíz Dos Mortos
Categoria: Mitologia Egípcia Osíris era um grande faraó egípcio, mais que isso, ele era filho do deus da terra Geb e da deusa do céu Nut, e reinava o Egito inteiro. E muito mais, ele representava o deus Rá, na terra. Rá era o deus-sol, e era...

- A Criação Do Mundo, De Acordo Com A Mitologia Egípcia
Eis mais uma questão imposta por mais uma outra crença: A Criação do Mundo. Desta vez pela visão e religião do Egito Antigo. No princípio, o mundo era apenas um rio adormecido, chamado Nun, que hoje é considerado o famoso Rio Nilo. Por muitos...

- Néftis
۞ ADM Sleipnir Néftis (Nephthys, Nebthwt, Nebhhwt ou Nebthet, "Senhora da Casa") é uma deusa egípcia associada aos ritos funerários e a morte, e um dos membros da Enéade de Heliópolis. Ela é filha dos deuses Geb e Nut, e irmã de Osíris,...

- Thoth
۞ ADM Sleipnir Thoth (Tehuti, Djehuty, Tahuti, Tehuti, Zehuti, Techu, Tetu) foi um dos primeiros deuses egípcios. Ele era popular em todo o Egito, mas foi particularmente venerado na cidade de Khnum (Hermópolis Magna), onde foi adorado como parte...

- Osíris
۞ ADM Sleipnir Osíris (Asar, Asari, Aser, Ausar, Ausir, Wesir, Usir, Usire ou Ausare) era o deus egípcio da morte, fertilidade, renovação e ressurreição. Filho de Geb e Nut, ele era o consorte de Isis, que também era sua irmã. Seus filhos...



Mitologia








.